Dia da mulher: 8 brasileiras inspiradoras e suas skills

Soft Skills

Dia da mulher: 8 brasileiras inspiradoras e suas skills

João Jovanaci
Escrito por João Jovanaci em março 6, 2020
8 min de leitura

No dia da mulher a presença feminina ressalta a história do nosso país em tons de orgulho e inspiração, fruto da luta por direitos e conquista de espaço em todos os setores da sociedade. Desde o período colonial a mulher está envolvida em manifestações de causas político-sociais que por muito tempo foram negadas a elas.  

E o Brasil é um verdadeiro formador de mulheres incríveis, que dia após dia dão aula de inovação, criatividade, empreendedorismo e muito mais.  

Foi pensando nisso que nós separamos histórias de extraordinárias mulheres brasileiras que são fonte de inspiração na contemporaneidade.  

ALÉM DO DIA DA MULHER: MULHERES BRASILEIRAS QUE CONQUISTAM O MUNDO 

CRISTINA JUNQUEIRA

/slashes: engenheira de produção/empreendedora/mãe/co-founder/incentivadora/ 

A revista Forbes é conhecida mundialmente por suas seletas indicações de profissionais de destaque. Em março de 2020 a edição apresentou as 20 mulheres mais poderosas do Brasil. Em uma lista repleta de lideranças em negócio, ciências, artes e mais, a capa ficou por conta da Cofundadora do Nubank, o banco mais queridinho do Brasil. 

Além de representar a influência das mulheres, Cristina também conquistou outro feito em sua projeção na Forbes: ela é a primeira brasileira – e uma das poucas do mundo – a aparecer grávida na capa da revista de negócios.   

Uma das principais lideranças femininas do Brasil, Junqueira sempre deu voz às pessoas, o que considera ser um dos grandes trunfos da sua jornada. No próprio Nubank era ela quem atendia as primeiras ligações, lá no início. Ainda hoje ela enxerga oportunidades de empoderamento, e com isso foi uma das criadoras do Yes, She Codesprograma de contratação de engenheiras de software no Nubank. 

LUIZA HELENA TRAJANO  

/slashes: empresária/visionária/mãe/poderosa/inspiradora/analista de sistemas 

Se hoje a rede de varejo Magazine Luiza conquistou todo o potencial que tem, boa parte se deve ao olhar cuidadoso da Luiza Helena. Mas o sucesso nem sempre foi realidade. A Magalu, como é carinhosamente conhecida, começou suas atividades em 1957, em uma pequena loja de presentes com os tios da Luiza.  

Aos 12 anos de idade a Luiza já estava envolvida nos negócios da família e começou a trabalhar na loja dos tios durante as férias.  

Foi na década de 90 que ela começou a assumir a liderança da empresa e o êxito não demorou a acontecer. Conhecida por dar voz aos funcionários e valorizar os clientes, Luiza também se mostrou uma grande estrategista com visão para o futuro ao investir e se dedicar ao comércio eletrônico.  

Suas conquistas também podem ser vistas fora do Magazine Luiza, como o Grupo Mulheres do Brasil, liderado por ela, com o objetivo de propor ações em educação, projetos sociais e empreendedorismo.  

JOICE LAMB 

/slashes: coordenadora pedagógica/educadora/sonhadora/criativa/compartilhadora 

Aprender e compartilhar é o lema da gaúcha Joice Lamb, coordenadora pedagógica reconhecida como Educadora do Ano em 2019. E como nós amamos educação, não poderíamos de indicar uma educadora na nossa lista de mulheres inspiradoras do dia da mulher.  

“Acreditem na educação e que estão no caminho certo.” 
Joice Lamb 

Joice trabalha na escola municipal Adolfina, de Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul. Por lá, ao assumir a coordenação, verificou a oportunidade de uma forma de ensino continuada, onde toda a gestão escolar passou a valorizar mais a experiência dos alunos e professores.  

O projeto #aprenderecompartilhar – Escola Inovadora – criado por ela, reconhece o potencial do conteúdo autoral de educadores e alunos, promovendo o conceito de que todos podem aprender compartilhando.  

Com isso, incentivou a criatividade dentro e fora de sala de aula, proporcionando diferentes tipos de atividades, como a criação de podcasts, matemática lógica e outros projetos desenvolvidos pelos próprios alunos.  

GABRIELLA DI LACCIO 

/slashes: musicista/soprano/cantora/entusiasta/empreendedora/influente 

A Gabriella é mais uma representante gaúcha na nossa lista do dia da mulher. Seu trabalho ganhou maior notoriedade em 2018, quando ela foi a única brasileira presente no ranking da BBC com as 100 mulheres inspiradoras e influentes que se destacaram em sua área.  

Como cantora lírica, Gabriella observou a falta de visibilidade feminina na música lírica, o que a levou a criar o Donne: Women in Music (Mulheres na música). O projeto é dedicado a divulgação e produção de compositoras de música clássica.  

Desde a iniciativa, milhares de mulheres passaram a fazer parte dessa lista. Além disso, Gabriella também passou a dar maior visibilidade à causa, com publicações em grandes jornais, como o The Guardian, por exemplo, que divulgou uma de suas pesquisas.  

De lá pra cá, aumentou também o número de organizações que promovem eventos e concertos com mulheres se apresentando.  

CELINA TURCHI 

/slashes: médica/cientista/pesquisadora/inspiradora/infectologista/professora 

Graduada em medicina, mestre em epidemiologia e doutora em saúda pública, Celina coleciona títulos e homenagens devido a sua contribuição à saúde mundial. Entre as honrarias, podemos destacar sua nomeação na revista Nature de 2016, como uma das 10 cientistas mais importantes daquele ano, e como uma das 100 pessoas mais influentes em 2017 pela revista TIME, devido a coordenação da pesquisa que associou a microcefalia em bebês à epidemia de zika no Brasil. 

Ainda hoje tem esforços voltados a melhorar a qualidade de vida e reduzir as dificuldades motoras de crianças com microcefalia, onde atua também como membro do ZikaPlan, que reúne pesquisadores de mais de 20 instituições no Brasil e União Europeia.  

Turchi defende que a “pesquisa em saúde” deve ser prioridade para o desenvolvimento de países e considera um investimento pesquisas sobre doenças novas e até mesmo as já conhecidas.  

LUISA DÖRR

/slashes: fotógrafa/gaúcha/internacional/viajante/  

Luisa é uma fotógrafa brasileira que conquistou e mídia americana e europeia após um belíssimo trabalho para a revista Time. Na ocasião, ela teve a oportunidade de fotografar algumas das mais importantes mulheres do mundo, o que levou a um fato inédito para a publicação da revista: foram criadas 12 capas distintas para uma mesma edição, em um projeto chamado Firsts: women who are changing the world (Pioneiras: mulheres que estão mudando o mundo).  

Entre as personalidades fotografadas, podemos destacar a política Hillary Clinton, Ellen DeGeneres, Oprah Winfrey e Serena William. Ah, tem um detalhe nessa história: todas as fotografias de capa foram tiradas com um Iphone, mais um feito para a história de Dorr.  

Sempre a frente de projetos de valorização da mulher e fotografia, criou também o projeto #womantopography, retratando mulheres de diferentes idades, diferentes lugares, diferentes raças e com diferentes paisagens por trás.  

O trabalho lhe rendeu alguns prêmios e indicações, como a nomeação ao prêmio World Press Photo of the Year, na categoria Retrato. 

MARCIA BARBOSA 

/slashes: cientista/professora/pesquisadora/premiada/ 

O ano de 2020 começou repleto de reconhecimento para a cientista Marcia Barbosa. No dia 4 de março, Barbosa entrou para a seleta lista das 20 mulheres mais poderosas do Brasil, de acordo com a revista Forbes. Pouco antes, teve seu nome na lista das “Sete cientistas mulheres que moldam o mundo”, da ONU Mulher.  

‘Normalmente cientistas não se enxergam como pessoas que tenham muito poder’ 
Marcia Barbosa 

Essa foi, inclusive, a primeira vez que a Forbes apresenta cientistas em sua lista, são duas nessa nova edição.  

Doutora em Física e diretora da Academia Brasileira de Ciências, Marcia também faz parte da Academia Mundial de Ciências. Seus estudos estão relacionados com as estruturas complexas das moléculas de água.  

Sobre a inclusão do seu nome na lista, Marcia acredita que é uma ótima oportunidade de falar com o cidadão comum, que paga seus impostos e consequentemente investe na ciência. “Apresentar ao cidadão a importância da ciência nacional e do mundo”, diz ela. 

NATALIA MOTA 

/slashes: psiquiatra/nordestina/neurocientista/inspiradora 

Natalia carrega a honra de ter sido a única sul-americana entre 11 cientistas indicadas ao prêmio “Nature Research Awards for Inspiring Science and Innovating Science 2019”. O objetivo da publicação é valorizar a participação feminina na ciência, nomeando mulheres de diferentes países em duas categorias: inovação e inspiração. 

Diante de inúmeros trabalhos e pesquisas, foi o método de diagnóstico da esquizofrenia por meio da fala que deu destaque à Natalia. O projeto parte de um algoritmo computacional que permite diagnosticar o paciente pela fala e possui até 90% de exatidão. 

Além disso, a pesquisadora também trabalha pela inclusão das mulheres na ciência, onde coordena um grupo de mulheres chamado Sci-Girls, com o propósito de trocar experiências e suporte. 

E aí, gostou da nossa lista do dia da mulher? Esperamos que essa lista tenha te inspirado! Fique a vontade para sugerir novos nomes e não esqueça de compartilhar o conteúdo.  

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

One Reply to “Dia da mulher: 8 brasileiras inspiradoras e suas skills”

Gisele

Adorei