Na busca pelo mindset ágil: quais habilidades são necessárias?

Slash Life

Na busca pelo mindset ágil: quais habilidades são necessárias?

João Jovanaci
Escrito por João Jovanaci em julho 1, 2020
5 min de leitura

O termo mindset ganhou destaque nos últimos anos e já faz parte do vocabulário de muitos executivos e da cultura empresarial de diversas organizações, principalmente das startups. Na busca do modelo ideal de trabalho e do perfil profissional adequado ao ambiente corporativo cada vez mais exigente, muitos gestores então na busca do famoso mindset ágil.

Por isso, no conteúdo de hoje nós vamos trazer os principais pontos sobre o que é mindset, quais são os principais tipos e as ferramentas que você pode encontrar para uma metodologia ágil. Vamos lá?

Mas afinal, o que é mindset?

O termo mindset pode ser traduzido como “atitude mental” ou então “modelo” mental. E mindset nada mais significa do que a configuração da nossa mente e a forma como nós escolhemos enxergar o mundo e as situações ao nosso redor.

Esse conceito surgiu com a pesquisadora Carol Dweck, por meio de uma experiência conduzida com dois grupos de crianças, olha só: a pesquisadora reproduziu o mesmo desafio e as mesmas atividades nos dois grupos, com a única diferença de que o primeiro grupo foi estimulado com dizeres do tipo “vocês são muito esforçados” enquanto o segundo ouviu frases como “vocês são muito inteligentes”.

O resultado concluiu um desempenho muito superior ao grupo que foi considerado esforçado, isso porque o nosso cérebro tende a se acomodar com a situação de saber que já somos inteligentes o suficiente. É como se alguém dissesse “você já é bom o suficiente, não precisa se esforçar mais, pode parar por aqui”.

A verdade é que no esforço mora a raiz do aprendizado e, sem aprendizado, não há evolução. É disso que se trata o mindset. Considerando isso, a pesquisadora apontou ainda dois tipos de mindset que podemos adotar na nossa vida, dá uma olhada.

Os tipos de mindset

Mindset fixo

Uma programação mental limitada que não acredita no desenvolvimento e enxerga as habilidades como dons, imaginando que ou você nasce com a inteligência ou não nasce. É uma crença limitante que impede de observar as próprias dificuldades. Abaixo vamos mostrar como a pessoa de mindset fixo lida com determinada situação:

  • Inteligência: “você tem o que você tem e pronto”
  • Desafios: evita ou desiste na primeira oportunidade
  • Esforço: visto como sinal de incompetência
  • Feedback: leva pro lado pessoal ou fica na defensiva
  • Erros: sente-se inferior e fracassado

Mindset de crescimento  

Já o mindset de crescimento enxerga oportunidades de desenvolvimento técnico e comportamental, buscando sempre superar as próprias limitações e encontrar soluções inovadoras para os desafios. É o tipo de mentalidade que vê com bons olhos as falhas, afinal, é sempre uma oportunidade de aprender. Veja abaixo como o indivíduo com mindset de crescimento se comporta nas mesmas situações:

  • Inteligência: as habilidades podem e devem ser desenvolvidas
  • Desafios: persiste e enfrenta o desafio até superar
  • Esforço: é fundamental para o aprendizado
  • Feedback: entende que o feedback é um presente e fundamental para evoluir e aprender
  • Erros: trata o erro como oportunidade de aprendizado

“O mindset fixo pode criar raízes, enquanto o mindset de crescimento permite criar asas”

E o que não é mindset?

O mindset ágil pode ter alguns pilares, que ajudam na compreensão do conceito. Mas, ao mesmo tempo, esses pilares também podem e devem ser observados do ponto de vista do que não é correto relacionar ao termo e/ou ao conceito.

E aqui devemos considerar alguns fatores, olha só:

  • Mindset ágil não significa apenas fazer as coisas rápidas e aceleradas
  • Mindset ágil não deve se prender apenas na iniciativa, mas também (e principalmente) na acabativa

Acabativa é um neologismo criado por Stephen Kanitz e segundo o autor está relacionado a “capacidade de terminar aquilo que você ou outros começaram.” Ou seja, diante de algumas situações ou projetos, os indivíduos podem apresentar uma grande aptidão para tomar iniciativa, porém, não são todos que conseguem finalizar aquilo que começaram.

Para que você não corra o risco de cair no comodismo e de alguma maneira apenas aceitar que não foi capaz de finalizar uma tarefa, você pode, por exemplo, utilizar outras ferramentas que te auxiliam na manutenção saudável das suas atividades no dia a dia. O método GTD é uma ótima opção para esses momentos.

E o mindset ágil na sua forma real e pura tem essa essência, de evoluir a configuração mental até que sejamos capazes de encontrar soluções fora do comum para problemas diferentes, sempre considerando o desfecho.

Como construir um mindset ágil?

É importante considerar que o mindset ágil não significa apenas fazer as coisas rápidas e de forma acelerada. O mindset ágil significa focar na resolução de um problema, na ação e na “acabativa” antes da iniciativa. Aqui na slash, por exemplo, costumamos falar “antes feito, do que perfeito”.

Outro pronto importante do mindset ágil é que ele não pode ser refém das ferramentas e metodologias, ou seja, é preciso construir uma configuração mental que possa atuar de forma independente, pensando em soluções com o que há disponível para o momento. É claro que as metodologias e ferramentas são importantes e ajudam, mas não deixe que elas guiem o seu comportamento ágil.

Além disso, podemos incluir também outros quatro elementos que colaboram na construção de um mindset ágil:

Missão

Tenha sempre em mente e de forma clara onde você precisa chegar, qual é o resultado que você precisa alcançar e o problema que você quer resolver. Lembre-se que o seu principal objetivo deve ser concluir um desafio ou uma situação.

Time Multidisciplinar

Beber das mais variadas fontes de conhecimento ajuda na construção do resultado, que será construído de uma forma mais rápida e assertiva. Por isso, busque estar em contato com equipes multidisciplinares, envolva-se em projetos que utilizem metodologias ágeis e esteja aberto a novas opiniões, conceitos e iniciativas.  

Tempo

Diversas organizações que utilizam metodologias ágeis optam pela utilização de um cronometro para controlar o tempo das atividades. É importante delimitar tempo para que seja possível ser mais objetivo e mais intuitivo, contando menos história e caminhando de forma mais direta para a resolução do problema.

Ferramentas

Como você viu acima, a ideia do mindset ágil não é tornar ninguém refém de metodologias, entretanto, ter a disposição uma caixa de ferramentas é sempre útil. As metodologias e instrumentos que você utiliza podem impactar a sua rotina em diversas frentes, como no alinhamento de um projeto novo, a contribuição em uma equipe multidisciplinar, a composição de um produto ou serviço, enfim.

Ferramentas para metodologia ágil

Design sprint

Metodologia focada em encontrar uma solução de design para determinado desafio. É uma ótima ferramenta para acelerar processos de prototipação e testar novas ideias, produtos ou serviços. É composto por 5 etapas que vão guiando o seu desenvolvimento.

BAIXE GRÁTIS: MAPA DE DESIGN SPRINT

Kanban

O Kanban significa “cartão” em japonês e se popularizou como um sistema de controle de projetos, permitindo que as tarefas sejam gerenciadas de uma forma ágil, considerando todas as etapas das atividades. É também uma ferramenta bastante visual, que trabalha com cards para facilitar a visualização do andamento das tarefas.

Scrum

Scrum é mais uma metodologia ágil bastante utilizada para gerenciamento de projetos de software. Porém, sua utilização conquistou também novos segmentos e hoje é vista em diversos tipos de projetos mundo a fora. Scrum é formada por pequenas equipes e membros multidisciplinares e sua metodologia envolve colaboração de todos, feedbacks e foco em resultados inteligentes.

Veja no vídeo abaixo a fala de Jeff Sutherland, sobre a inspiração para que pudesse desenvolver a técnica de scrum:

Habilidades para conquistar a metodologia ágil

Tomada de decisão

Tendo como objetivo principal do mindset ágil a solução de um problema ou desafio, no meio da sua jornada você enfrentará algumas situações que exigem tomada de decisão. Para isso, você precisa de segurança e de preparo para lidar com situações desconhecidas e muitas vezes intensas. É tomada de decisão é o que fará a diferença em um projeto de sucesso.

Resolução de problemas complexos

Em uma metodologia ágil é comum observar diversos obstáculos no caminho, por isso o profissional diferenciado consegue utilizar a soft skill resolução de problemas complexos para identificar problemas, coletar informações úteis, analisar as melhores opções e implementar as soluções adequadas. Essa habilidade é capaz de mobilizar todos os recursos da organização, incluindo os outros profissionais ligados aos projetos.

Criatividade

A curiosidade pode ser o seu principal aliado diante de um cenário desafiador. Fugir ao comum pode ser a chave para que você encontre as melhores respostas que o desafio exige. Ser criativo significa estar sempre atento aos detalhes e de mente aberta para encontrar opções, bem como propor soluções que vão além do óbvio, sem medo de julgamentos.

Flexibilidade cognitiva

A flexibilidade cognitiva permite que você possa se adaptar a diferentes ambientes e desafios, observando as mudanças de direção que os projetos tomam e considerando as melhores opções em termos gerenciais para que ninguém perca o foco. Isso também significa não se apegar a nenhuma metodologia ou técnica específica, mas sim estar disposto a compreender e experimentar diferentes modelos de trabalho.

E aí, curtiu o nosso conteúdo sobre metodologia e mindset ágil? Fique à vontade para contribuir pelos comentários. E continue acompanhando o blog da slash para mais dicas de desenvolvimento pessoal e profissional.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

3 Replies to “Na busca pelo mindset ágil: quais habilidades são necessárias?”

Nelson Martins dos Santos

Foi top

Victoria Miorelli Vargas

Adorei esse conteúdo e estou apaixonada pela Slash nunca tive um curso assim.

Carlos

Parece ser indispensável para os querem ter sucesso pelo esforço e a produtividade.